Ação de conscientização marca Dia Mundial contra o Trabalho Infantil

No dia 12 de junho é comemorado o Dia Mundial contra o Trabalho Infantil. A Prefeitura de Mandirituba, por meio da Secretaria de Saúde e Vigilância em Saúde do Trabalhador, irá promover uma ação na Praça Bom Jesus, no período da manhã, cujo objetivo é sensibilizar e motivar uma reflexão da sociedade sobre as consequências do trabalho infantil e a importância de garantir às crianças e aos adolescentes o direito de brincar, estudar e sonhar, vivências que são próprias da infância e que contribuem decisivamente para o seu desenvolvimento.

O Prefeito Luis Antonio Biscaia ressaltou a importância dessas ações: “mobilizações como esta servem para reforçar que todas as crianças tenham o direito de viver a infância. ”

As equipes da Vigilância estarão na Praça Bom Jesus, das 8h às 12h.

 

CENSO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES OCUPADOS EM MANDIRITUBA (2010)

Nº total de crianças ocupadas entre 10 e 13 anos – 150

Taxa de ocupação de crianças entre 10 e 13 anos – 8,1%

Nº total de crianças e adolescentes ocupados de 14 e 15 anos – 140

Taxa de ocupação de crianças e adolescentes de 14 e 15 anos – 16,5%

Nº total de crianças e adolescentes ocupados entre 10 e 15 anos – 290

Taxa de ocupação de crianças e adolescentes entre 10 e 15 anos – 17,1%

Percentual de crianças e adolescentes ocupados entre 10 a 15 anos residentes em área rural – 82,9%

Os dados indicam que mais da metade (51,7%) das crianças e adolescentes ocupados nessa faixa etária tinham entre 10 e 13 anos.

Fonte: IBGE

 

 

DADOS NACIONAIS

O Brasil tem 2,4 milhões de crianças e adolescentes entre cinco e 17 anos trabalhando, de acordo com dados do IBGE (PnadC 2016). Eles trabalham na agricultura, na pecuária, no comércio, nos domicílios, nas ruas, na construção civil, entre outras situações.
As regiões Nordeste e Sudeste registram as maiores taxas de ocupação, respectivamente 33% e 28,8% dessa população de meninas e meninos trabalhando. Nestas regiões, em termos absolutos, os Estados de São Paulo (314 mil), Minas Gerais (298 mil), Bahia (252 mil) e Maranhão (147 mil) ocupam os primeiros lugares no ranking entre as unidades da Federação. Nas outras regiões, ganha destaque o estado do Pará (193 mil), Paraná (144 mil) e Rio Grande do Sul (151 mil).

MOBILIZAÇÃO

A mobilização de 2019 faz parte também da celebração dos 25 anos do FNPETI, dos 100 anos da OIT e dos 20 anos da Convenção 182 da OIT, que trata das piores formas de trabalho infantil.

 

Voltar