Cerca de 300 pessoas participam de regularização fundiária realizada pela Prefeitura em parceria com a Cohapar



As ações de regularização fundiárias baseiam-se no princípio constitucional da garantia da função social da propriedade e na garantia do direito à moradia de famílias que ocupam com fins residenciais áreas de assentamentos. Por esta razão, na noite de ontem (06), 287 pessoas das Comunidades Areia Branca de Assis e Quatro Pinheiros estiveram presentes na Assembleia de Mobilização Social promovida pela Cohapar em parceria com a Prefeitura Municipal de Mandirituba. O objetivo do encontro foi a mobilização, informação e envolvimento da população para elaboração dos cadastros socioeconômico dos moradores contemplados pelo Programa Morar Legal.

O Diretor da Regularização Fundiária da Cohapar destacou a importância da regularização pois garante o direito à moradia.

Rosilene Vonsovicz Weber, vice-prefeita e Secretária de Assistência Social da Prefeitura de Mandirituba ressaltou ainda que este é um importante passo para o pleno desenvolvimento das funções sociais da propriedade urbana e o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado.

A próxima Assembleia será realizada no dia 14 de maio, às 19h30, no Teatro Municipal para as Comunidades de Queimados, Vila de São João, Lagoinha e Jardim Planalto – Vila Brasília.



Voltar

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support