Reunião da Secretaria de Educação e APMF discute melhorias na segurança de alunos

Representantes da APMF – Associação de Pais, Mestres e Funcionários do Colégio Estadual Joaquim de Oliveira Franco estiveram reunidos na Prefeitura de Mandirituba na tarde desta quinta-feira (02) para discutir melhorias na segurança dos alunos do Colégio.

Entre as reinvindicações da APMF estavam:

Disponibilizar 1 Policial em cada escola;

Aumento efetivo da Guarda Municipal;

Disponibilizar 1 Guarda Municipal nas entradas e saídas dos alunos;

Ação e fiscalização mais ostensiva da Guarda e Polícia Militar;

Fechamento lateral da rua do colégio no horário das saídas dos alunos;

Embarque e desembarque dos alunos em frente ao portão do colégio;

Elaboração de uma lei para contratação de segurança nas escolas.

Após conversa entre os representantes da APMF, a Prefeitura de Mandirituba, Secretaria de Educação, Polícia Militar e Guarda Municipal chegou-se à conclusão da inviabilidade de se colocar os ônibus com paradas em frente à escola, pois são 14 linhas, o que provocaria um tumulto;

Haverá uma conversa com a Guarda Municipal e Polícia Militar para se intensificar a segurança nas saídas;

Sobre a questão de se contratar um segurança para as escolas o Tenente Deiverson advertiu que este profissional não é indicado para a segurança de adolescentes, diferente do Policial Militar e do Guarda Municipal que tem o preparo para lidar com os jovens.

Diante disso, ficou acordado que haverá melhoria da sinalização na rua lateral do colégio indicando a entrada e saída de alunos;

Fechamento da rua nos horários de maior fluxo pelo funcionário da escola (agentes do Detran virão dar orientações ao funcionário);

Readequação da travessia elevada;

A Secretaria também se comprometeu a entrar em contato com o Detran para orientar o trânsito nas escolas estaduais, como já acontece com a rede municipal e intensificar o patrulhamento escolar.

Além disso, a Secretaria de Educação disponibilizou um profissional de Psicologia para conversar com os alunos sobre diversos temas que acompanham os jovens como depressão e tentativa de suicídio e um ciclo de palestras “Escola para Pais”, cujos pais e filhos terão palestras com um psicólogo também abordando a questão da depressão, de como identificar, como tratar e tornar os pais mais preparados na orientação aos filhos.

Voltar