Secretaria de Saúde intensifica campanha de vacinação contra sarampo em Mandirituba

A Secretaria de Saúde da Prefeitura Municipal de Mandirituba solicita que a população compareça às unidades básicas de saúde para a avaliação sobre a necessidade de realizar a vacinação contra sarampo. Atualmente o município de Mandirituba não possui nenhum caso de sarampo confirmado.

A Secretaria começou a oferecer a “dose zero” contra o sarampo, que é a vacina aplicada em crianças com idades entre 6 meses e 11 meses. A Campanha de vacinação foi intensificada para frear a doença que é altamente contagiosa.

A vacina contra o sarampo é gratuita e faz parte do Calendário Nacional de Vacinação. A dose zero deve ser aplicada em crianças entre seis e onze meses. A dose número 1 aos 12 meses de vida com a vacina tríplice viral (que previne sarampo, caxumba e rubéola), e a dose 2 aos 15 meses com a vacina tetra viral (que previne sarampo, rubéola, caxumba e varicela/catapora).

A população com até 29 anos deve receber duas doses da vacina. E para as pessoas que estão no grupo com idade entre 30 e 49 anos bastam ter o registro de uma dose são consideradas vacinadas.

Acima dos 50 anos, a vacina é indicada apenas nos casos de bloqueio vacinal após a exposição com casos de suspeita da doença ou confirmados. Pessoas imunodeprimidas, mulheres grávidas e menores de seis meses de idade não devem tomar a vacina. Profissionais da área da saúde devem ser vacinados com duas doses, independentemente da idade.

O sarampo é uma doença altamente contagiosa que pode evoluir para complicações e levar à morte. Os principais sintomas são febre, manchas avermelhadas na pele do rosto e tosse persistente.

A responsável pela vigilância Epidemiológica de Mandirituba, Claudia Fehlauer, reforça que todas as unidades básicas de saúde estão abastecidas para receber a população que necessita tomar a vacina. Espera-se que ao menos 238 crianças de 06 a 11 meses compareçam nas unidades para receber a dose zero, além das crianças maiores de 11 meses e os adultos que precisam completar sua carteira de vacinação”, ressaltou Claudia.

A PRINCIPAL FORMA DE PREVENÇÃO CONTRA SARAMPO É A VACINAÇÃO. 

Voltar

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support